Notícia

Coronavírus: luz ultravioleta destrói vírus SARS-CoV-2

Coronavírus: luz ultravioleta destrói vírus SARS-CoV-2


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Podemos nos proteger contra vírus corona com luz ultravioleta?

A ameaça COVID-19 é generalizada em todo o mundo. Precisamos urgentemente de maneiras eficazes de combater o novo vírus corona. A luz ultravioleta especial parece capaz de descontaminar as superfícies (possivelmente também ar e água) se elas já tiverem entrado em contato com o vírus SARS-CoV-2.

O atual estudo da Universidade da Califórnia descobriu que luz ultravioleta especial poderia ser usada para combater o vírus SARS-CoV-2. Os resultados do estudo foram publicados na revista em inglês "ACS Photonics".

Para que a luz poderia ser usada?

A principal aplicação desses LEDs ultravioletas é, por exemplo, a desinfecção de equipamentos de proteção individual, superfícies e pisos. Os pesquisadores relatam que já existe um pequeno mercado para produtos de desinfecção por UV-C em um contexto médico.

A eficácia ainda não foi comprovada

De fato, recentemente foi dada muita atenção ao poder da luz ultravioleta para desativar o novo vírus corona. A desinfecção com luz ultravioleta é uma tecnologia há algum tempo. E embora possa ser utilizado na prática, sua eficácia em larga escala contra a disseminação do SARS-CoV-2 ainda não foi comprovada.

99,9% de esterilização do coronavírus por LEDs UV

No início de abril, de acordo com o grupo de pesquisa, 99,9% da esterilização do coronavírus (COVID-19) já era relatada em apenas 30 segundos usando produtos de LED UV. Atualmente, esta tecnologia está sendo adotada para uso em veículos automotores, em lâmpadas LED UV que esterilizam o interior de veículos desocupados.

Nem todos os comprimentos de onda da luz UV são iguais

Vale a pena notar neste contexto que nem todos os comprimentos de onda UV são iguais. As ondas UV-A e UV-B naturais são produzidas pelo sol, por exemplo. UV-C, por outro lado, é luz ultravioleta. Essa luz só pode ser gerada através de processos feitos pelo homem.

A luz UV-C pode prejudicar a pele

A luz UV-C na faixa de 260 - 285 nm é a mais relevante para as atuais tecnologias de desinfecção, relatam os pesquisadores. No entanto, essa luz também é prejudicial para a pele humana, razão pela qual é atualmente usada principalmente em aplicações em que ninguém está presente no momento da desinfecção, explica o autor do estudo Christian Zollner, da Universidade da Califórnia, em um comunicado à imprensa.

OMS alerta para possíveis perigos

Por exemplo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) adverte contra o uso de lâmpadas de desinfecção ultravioleta para desinfetar as mãos ou outras áreas da pele. Mesmo uma breve exposição à luz UV-C pode causar queimaduras e danos aos olhos.

Como são produzidos os novos LEDs?

O novo método para produzir LEDs ultravioleta profundos de alta qualidade (UV-C) usa uma película do nitreto de gálio e alumínio da liga semicondutora (AlGaN) em um substrato feito de carboneto de silício (SiC). De acordo com Zollner, o uso de carboneto de silício como substrato permite que o material semicondutor UV-C de alta qualidade cresça de maneira mais eficiente e econômica do que a safira realmente usada para esse fim. Isto é devido ao fato de que as estruturas atômicas dos materiais estão intimamente coordenadas.

Como você pode alcançar alta qualidade do material?

"Como regra geral, quanto mais semelhantes (em termos de estrutura atômica do cristal) o substrato e o filme forem um para o outro, mais fácil será obter alta qualidade do material", explica o especialista.

Maior qualidade melhora a eficiência e o desempenho dos LEDs

Quanto melhor a qualidade, melhor a eficiência e o desempenho dos LEDs. A safira é estruturalmente diferente e o material de fabricação sem defeitos e desalinhamentos geralmente requer etapas adicionais complicadas. O carboneto de silício não é um complemento perfeito, mas permite alta qualidade sem a necessidade de métodos adicionais caros, continua Zollner.

O objetivo real da pesquisa era um tratamento eficaz da água

Ao desenvolver sua tecnologia UV-C-LED, os pesquisadores pensaram principalmente em desinfecção portátil e de ação rápida da água. A longevidade, a confiabilidade e o pequeno fator de forma dos diodos teriam um papel crucial em áreas menos desenvolvidas do mundo, onde a água limpa não está disponível.

Como a nova tecnologia LED pode ser usada para combater o COVID-19?

O advento da pandemia do COVID-19 acrescentou outra dimensão. Com o mundo procurando vacinas, terapias e curas para a doença, desinfecção, descontaminação e isolamento, são as poucas maneiras pelas quais podemos nos defender. Além do tratamento da água, a luz UV-C pode ser integrada em sistemas que acendem quando ninguém está presente. Desse modo, poderiam ser criadas possibilidades baratas, sem produtos químicos e convenientes para desinfetar salas públicas, pessoais e médicas. (Como)

Informações do autor e da fonte

Este texto corresponde aos requisitos da literatura médica, diretrizes médicas e estudos atuais e foi verificado por médicos.

Inchar:

  • Burhan K. SaifAddin, Abdullah S. Almogbel, Christian J. Zollner, Feng Wu, Bastien Bonef et al.: AlGaN Diodos emissores de luz ultravioleta profundos crescidos em substratos SiC, no ACS Photonics (publicado em 27 de janeiro de 2020), ACS Photonics
  • The Power of Light, Universidade da Califórnia (14 de abril de 2020), Universidade da Califórnia


Vídeo: Tema: Mitos e Verdades sobre o COVID 19 (Setembro 2022).